post

É para responder a esta pergunta que a ZERO quer fazer um trabalho para o qual necessita da sua ajuda com um pequeno donativo até ao dia 17 de Abril!

Com a sua ajuda vamos monitorizar o rio Ave, o rio Lis, o rio Almonda, e rio Sisandro e a ribeira da Laje, para sabermos se ainda estão poluídos.

O que vamos fazer?

Entre Abril e Maio vamos avaliar a qualidade da água, através da captura, identificação e contagem de macroinvertebrados bentónicos, isto é, invertebrados visíveis a olho nú que habitam o fundo e as margens do rio junto aos sedimentos.

E porquê? Porque apesar destes pequenos animais não serem propriamente bonitos ou terem um ar simpático, têm diferentes níveis de sensibilidade à poluição e assim dão-nos uma ideia de como está a qualidade da água no local onde vivem.

Será feita uma visita a cada um dos rios selecionados para recolher as amostras, e é nesta fase que poderá participar nas saídas com elementos da ZERO.

Logo a seguir um técnico da ZERO analisará as amostras recolhidas e verificará os resultados obtidos, prevendo-se que os mesmos sejam divulgados no dia 1 de Outubro – Dia Nacional da Água.

Porque necessitamos do seu apoio?

Os custos envolvidos são os seguintes:

  • aquisição de 1 rede de captura de macroinvertebrados – 150 euros
  • aquisição de 2 pares de botas de água (vadeadores) – 100 euros
  • aquisição de recipientes e líquidos para conservar as amostras – 50 euros
  • 5 deslocações aos locais – 270 euros
  • análise e identificação das amostras – 780 euros

Somando os valores, a ZERO precisa de um total de 1 350 euros de donativos dos(as) seus associados(as) e amigos(as) para realizar o trabalho.

FAÇA JÁ O SEU DONATIVO!

Poderá fazê-lo por transferência bancária ou multibanco: http://zero.ong/donativo/

Não se esqueça que período de recolha de donativos decorre de 4 a 17 de Abril.

Caso queira participar nas saídas de campo, contacte-nos para a zero@zero.ong

COLABORE NESTA INICIATIVA E AJUDE-NOS A SENSIBILIZAR OS PODERES PÚBLICOS A RESOLVEREM OS PROBLEMAS AMBIENTAIS!

Créditos foto: Paulo Monteiro

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *