post

Abetardas, Francelhos, Sisões e Alcaravões podem ser nomes estranhos para a maior parte das pessoas. Mas são nomes de algumas espécies de aves que sobrevivem nas planícies alentejanas graças à manutenção de um sistema agrícola baseado na rotação cereal/pousio-pastagem, que é hoje um exemplo de que, muitas vezes, é possível compatibilizar a atividade agrícola com a conservação do solo e da biodiversidade.

Hora de encontro: 07:30 horas
Hora de chegada: 19:00 horas
Local de encontro: Praça de Espanha – Lisboa

A visita incluirá:
– pequenos percursos a pé, guiados por especialistas da ZERO, com grau de dificuldade reduzida.

Custo por pessoa (criança ou adulto): 25 Euros

Importante: Levar vestuário e calçado confortável, adequado às condições climatéricas, chapéu, água e um pequeno lanche, e ainda, se possível, binóculos e guias de aves.

Inscreva-se através do formulário disponível em https://goo.gl/JZI9l6. De acordo com a legislação em vigor, só poderão participar na visita Associados da ZERO. A realização da visita está condicionada a um número mínimo de 25 e um máximo de 34 participantes.

Para qualquer informação sobre o programa, não hesite em contactar-nos por via eletrónica para o endereço paulo.lucas@zero.ong.

Aguardamos a sua inscrição! Participe!

A Equipa de Atividades da ZERO
(Carlos Vilhena, João Paulo Fonseca, Joaquim Peixoto, José António Gaspar, Paulo Lucas)

Créditos foto: Paulo Monteiro

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *