post

<div style=”padding:56.25% 0 0 0;position:relative;”><iframe src=”https://player.vimeo.com/video/372070665″ style=”position:absolute;top:0;left:0;width:100%;height:100%;” frameborder=”0″ allow=”autoplay; fullscreen” allowfullscreen></iframe></div><script src=”https://player.vimeo.com/api/player.js”></script>
<p><a href=”https://vimeo.com/372070665″>ATR&Aacute;S DO MEL CORREM AS ABELHAS</a> from <a href=”https://vimeo.com/user87329721″>ZER&Oslash;</a> on <a href=”https://vimeo.com”>Vimeo</a>.</p>

O apicultor é um guardador de rebanhos muito especial, já que tenta controlar seres vivos muito pouco amigáveis – as abelhas. Desde sempre que os seres humanos consomem mel, mas produção melífera com alguma escala de comercialização só se estabelece durante o século XX. Portugal tem excelentes condições para a produção de mel, mas a atividade é muito centrada em apicultores que a praticam em complemento de uma outra atividade profissional, pelo que são muito poucos aqueles que a ela se dedicam em exclusividade. De entre aqueles que fazem da vida apicultura, está Ildebrando Conceição, natural de Dornes, Ferreira do Zêzere, herdeiro da teoria e da prática do pai e do avô, quando os insustentáveis cortiços ainda não tinham sido substituídos por colmeias mais amigáveis para as colónias de abelhas.
É uma vida de solitária esta convivência com estes seres que comunicam entre si, mas não com o apicultor que delas cuida. Por isso, mais do que em qualquer outra profissão, é preciso muita paixão e dedicação por aquilo que se faz. Conhecer um pouco do trabalho diário deste apicultor, a que alia a sensibilidade a um elevado grau de conhecimento técnico e científico sobre a biologia e a ecologia das abelhas, é a proposta desta curta metragem documental.
Imagem e Som: Afonso Costa, Diogo Tomás, Paulo Lucas
Montagem, Grading e Pós-produção áudio: Maria Duarte
Realização: Paulo Lucas
Interveniente: Ildebrando Conceição