post

ZERO divulga resultados de estudo com a participação da Federação Europeia de Transportes e Ambiente (T&E)

Um protocolo de testes de consumo de combustível em condições reais desenvolvido pelo Grupo PSA, pela Federação Europeia de Transportes e Ambiente (T&E) de que a ZERO faz parte, a France Nature Environnement (FNE) e Bureau Veritas, permite agora fornecer informações precisas sobre consumos aos condutores de automóveis.

Após 18 meses de teste de 60 veículos com mais de 430 testes rodoviários que abrangem mais de 40 mil quilómetros, o Grupo PSA, FNE, T & E e Bureau Veritas publicaram um relatório detalhado sobre os resultados da economia de combustível em condições reais de condução.

O protocolo de teste é altamente reprodutível com uma margem de erro de apenas ± 3%. Os aproximadamente mil resultados não só correspondem aos dados internos de PSA e dos seus clientes, mas também as informações carregadas pelos próprios condutores em conjuntos de dados públicos baseados na internet, como o www.spritmonitor.de da Alemanha. Os resultados do Spritmonitor estão dentro de ±0,2 litros por cada 100 km conduzidos.

O desenvolvimento do protocolo de teste de consumo de combustível começou no final de 2015 e envolveu um esforço substancial de testes com o objetivo de cobrir 80% dos volumes vendidos pelas marcas Peugeot, Citroën e DS, tanto para automóveis de passageiros como para veículos comerciais ligeiros.

Os testes realizados em automóveis de passageiros revelam um consumo médio de combustível de 5,8 litros/100 km, e confirmam uma diferença média com os números oficiais de aprovação de 1,74 litros/100 km. Os resultados mostram que os testes PEMS (Sistema Portátil de Medição de Emissões) fornecem uma base robusta, representativa e repetível para medir a economia de combustível e as emissões de CO2 do mundo real. Os resultados têm uma precisão de 0,3 litros/100km.

As medidas realizadas no âmbito do protocolo fornecem algumas informações relevantes:

  • Os testes mostram que o computador de bordo fornece informações confiáveis ​​ao condutor.
  • Um automóvel a gasóleo consome 1,5 L/100km menos do que um gasolina.
  • Em condições urbanas, a diferença entre a certificação e os dados de consumo real é igual para o gasóleo (2,4 L/100km) e a gasolina (2,5 L/100km) quando expresso em litros/100km, mas é maior para o gasóleo (53%) em comparação com a gasolina (42%) quando expresso em percentagem.
  • A eficiência de um automóvel a gasóleo é menos sensível ao estilo de condução do que o de um automóvel a gasolina.
  • O consumo de combustível é menor em carros com uma caixa de velocidades manual do que com uma transmissão automática (-0,4 litros/100 km).

Para o Grupo PSA, o propósito deste Protocolo era fornecer informações completas e transparentes aos clientes em relação ao consumo de combustível do mundo real nos modelos Peugeot, Citroen e DS.

As medidas obtidas nos 60 modelos permitem estimar o consumo em condições de condução reais de mais de 1.000 versões de veículos Peugeot, Citroën e DS. Para cada modelo, as estimativas foram feitas com o mesmo motor e caixa de velocidades, além de três variantes: tipo de corpo, nível de acabamento e tamanho do pneu.

As marcas Peugeot, Citroën e DS oferecem aos seus clientes a possibilidade de verificar seu consumo médio nas condições de condução do mundo real através de consulta nos seus respetivos sites internet. Um aplicativo baseado na internet permite que se visualizem esses dados para cada modelo através da inserção das suas características (tipo de corpo, nível de acabamento, motor, caixa de engrenagem e tipo de pneu).

Os clientes também podem estimar seu próprio consumo com base no uso real de seu veículo (número de passageiros, carga, estilo de condução, etc.). A aplicação está disponível nos sites das marcas em 12 países europeus.

Para a ZERO, estes testes de condução real mostram que é perfeitamente possível alcançar emissões de dióxido de carbono e números de consumo de combustível quase idênticos aos obtidos pelos condutores em estrada. Porém, os testes de condução real são apenas parte da solução para o escândalo sobre emissões. As próximas decisões da União Europeia sobre como e quem aprova os carros à venda serão fundamentais para garantir que o sistema de teste e aprovação de carros seja independente e rigorosamente aplicado.

Mais detalhes em http://transenv.eu/2gBMIIy

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *