post

Comunicado do Ministério com informações incorretas.

A ZERO tomou conhecimento de um comunicado emitido pelo Ministério do Ambiente e da Transição Energética sobre o alerta lançado pela associação em relação às descargas ilegais de amianto em aterros de resíduos não perigosos.

Nesse comunicado o Ministério não esclarece minimamente o assunto em questão, nomeadamente porque:

  • Fala em aterros de resíduos urbanos, quando o alerta da ZERO se referia a aterros para resíduos não perigosos. Ou seja, o Ministério faz uma tentativa de desinformação perfeitamente inaceitável num órgão de soberania.
  • Não responde à denúncia da ZERO de que os resíduos de amianto estão a ser misturados com resíduos biodegradáveis, o que é proibido de acordo com o Decreto-Lei n.º 183/2009, Artigo 34º, n.º2, alínea c).

A ZERO considera, pois, lamentável que o Ministério, em vez de reconhecer a existência de um problema grave na gestão destes resíduos perigosos e procure a sua resolução, tente, de uma forma inaceitável, introduzir a confusão na opinião pública.

O problema desta atitude, é que enquanto não reconhecer a existência deste grave problema o Ministério não vai tomar as medidas urgentes para o resolver e assim reduzir os riscos para a saúde e o ambiente.