post

Projeto MobZERO (mobzero.pt) dedicado à mobilidade sustentável é lançado hoje.

O sector dos transportes é dos que mais contribui para a emissão de gases com efeito de estufa em Portugal, sendo que em 2018 representava cerca de 25% das emissões de dióxido de carbono equivalente do país.

A atuação no sector dos transportes deve ser realizada a diversos níveis, desde uma transição para uma mobilidade mais suave e uma maior utilização dos transportes coletivos em detrimento do transporte individual, a uma maior eletrificação dos modos de transporte, sejam eles individuais ou coletivos.

A mobilidade elétrica é, assim, uma componente fundamental na transição para uma sociedade de baixo carbono e para a descarbonização do setor dos transportes.

Os compromissos que Portugal assumiu no Acordo de Paris e, consequentemente a nível Europeu e nacional, com um objetivo de neutralidade carbónica em 2050, fazem com que a atuação neste setor deva ser realizada de forma concreta e integrada para uma redução efetiva do seu peso nas emissões de gases com efeito de estufa.

Sendo fundamental uma transição rápida e urgente para uma mobilidade menos poluente e menos dependente do petróleo, torna-se fundamental informar os cidadãos e as empresas de como podem ter uma atuação mais sustentável e mais económica, nomeadamente com uma mobilidade mais partilhada, mais elétrica, entre outras formas de atuação.

O projeto MobZERO, uma parceria com a EDP, LeasePlan e CEiiA, com o apoio em termos de conteúdos da miio.pt, wattson.pt e do Automagazine Greenfuture.pt, tem por objetivo:

  • Contribuir para a mudança de paradigma da mobilidade em Portugal e para o desenvolvimento de cidades e vilas portuguesas mais saudáveis;
  • Informar e esclarecer os cidadãos e empresas sobre a mobilidade elétrica; e
  • Contribuir para o acelerar da descarbonização do setor dos transportes.

Na sua atuação específica, o projeto pretende também:

  • Divulgar formas de mobilidade mais sustentáveis;
  • Divulgar os veículos elétricos existentes no mercado nacional, em termos das suas características e vantagens ambientais e económicas;
  • Possibilitar que os cidadãos e as empresas façam escolhas informadas e tomem decisões baseadas em informação independente; e
  • Desmistificar mitos ainda existentes sobre a tecnologia elétrica.

Para alcançar estes objetivos, o projeto disponibiliza ferramentas e promove atividades:

  • Site MobZERO.pt, com informação sobre modos suaves de mobilidade, transportes coletivos e mobilidade elétrica;
  • Simulador comparativo de veículo 100% elétrico com veículos de combustão interna (gasolina e gasóleo), em termos de custos de aquisição e utilização, bem como das emissões de dióxido de carbono (CO2) e óxidos de azoto (NOx) – os principais poluentes atmosféricos;
  • Atividades em escolas para falar de mobilidade sustentável e mobilidade elétrica;
  • Realização de atividades na Semana Europeia da Mobilidade, para chamar a atenção para estas temáticas; e
  • Presença em eventos de mobilidade sustentável e mobilidade elétrica.

Um simulador que integra emissões e custos de manutenção

O site MobZERO.pt disponibiliza um simulador que efetua uma comparação entre um veículo 100% elétrico disponível no mercado nacional e os veículos de combustão interna, a gasolina e a gasóleo, do mesmo segmento e subsegmento mais vendidos, também no mercado nacional (segundo dados oficiais da Associação Automóvel de Portugal, ACAP), no ano ou semestre anterior.

Os resultados do simulador permitem comparar várias componentes financeiras associadas à aquisição e utilização de um veículo automóvel, assim como as emissões de gases poluentes, para o tempo de retenção do mesmo, de acordo com o tipo de cliente, particular ou empresarial.

Os números mostram que, para a grande maioria dos modelos, os veículos 100% elétricos são mais vantajosos, quer em termos de emissões de gases poluentes, quer em relação aos custos totais de aquisição e utilização, que são comparáveis ou mesmo inferiores aos dos veículos a gasolina e gasóleo.

Como exemplo das funcionalidades do simulador, considera-se aqui uma quilometragem anual de 10000 km/ano, um tempo de retenção do veículo de dez anos, valores oficiais de consumos de eletricidade e combustível das marcas e o incentivo do Estado à aquisição de veículo 100% elétrico.

Para uma berlina 100% elétrica do segmento C (Compacto/Familiar Médio), efetuando carregamentos em ambiente residencial ou empresarial, o simulador MobZERO apresenta um comparativo de emissões totais de CO2 de 1, 13 e 12 toneladas e de emissões de NOx de 2, 3 e 5 quilogramas, para os veículos 100% elétrico, a gasolina e a gasóleo, respetivamente. No caso de se tratar de um cliente particular, os custos totais de aquisição e utilização ascendem a cerca de 39, 41 e 39 mil euros, para os veículos 100% elétrico, a gasolina e a gasóleo, respetivamente. Para um cliente empresarial, esses custos rondam os 26, 40 e 38 mil euros. De salientar que, de entre os custos totais, a componente dos custos de manutenção ronda os 1200, 3800 e 2700 euros, para os veículos 100% elétrico, a gasolina e a gasóleo, respetivamente. Quanto à componente dos custos de eletricidade ou combustível, esta situa-se nos 3000, 8000 e 5500 euros, para as três tipologias de veículos, respetivamente. Se o carregamento selecionado para o veículo 100% elétrico for carregamento Rápido na rede MOBI.E, então isso acarreta um custo extra de eletricidade que ronda os 1000 euros.

No caso de um SUV 100% elétrico, também do segmento C, o mesmo comparativo de emissões de CO2 situa-se nas 1, 15 e 14 toneladas e de emissões de NOx nos 3, 3, e 5 quilogramas para os veículos 100% elétrico, a gasolina e a gasóleo, respetivamente. Os custos totais para o cliente particular situam-se nos 48, 44 e 43 mil euros e para o empresarial nos 32, 42 e 41 mil euros.

Um comentário sobre “ZERO demonstra que veículos 100% elétricos compensam muito pelas emissões e baixos custos de manutenção

  1. Pingback: Projeto MobZero!

Comments are closed.